Pessoas ricas, magras e bem sucedidas são mais felizes?

Evolução
remove_red_eye 269
date_range 11/07/2019
chat_bubble 0

Você pode ser rico, mas isso não significa que você seja feliz. Os ricos não criam os próprios filho. As mulheres ricas vivem ocupadas demais socializando para cuidar bem dos próprios filhos. As pessoas magras são egoístas. As mulheres ricas são fúteis, enfadonhas e superficiais. Os homens ricos são fanáticos por trabalho, não ligam para a família e só pensam em ganhar dinheiro. Os ricos são adulteras.

O que nos leva a seguinte questão: por que alguém iria querer saber todas essas coisas sobre pessoas magras, ricas e bem-sucedidas?



Porque isso lhes serve de consolo por viverem uma vida de silencioso desespero.

Se você está acima do peso e fora de forma, é bom saber que pessoas magras não são necessariamente felizes. Por que convenhamos, isso já seria demais! Se soubéssemos que pessoas magras ainda por cima são felizes, isso seria mais do que poderíamos suportar.



E se soubermos que os ricos são pais desnaturados – podemos nos sentir muito nobres por sermos pobres. Se soubermos que os ricos são fúteis, enfadonhos e enganam o cônjuge – então podemos justificar para nós mesmos por que nunca abrimos aquele negócio, por que não fomos atrás daquela promoção ou por que não concretizamos o nosso sonho.

A maioria das pessoas passa o dia todo repetindo informações inúteis transmitidas pelos fofoqueiros de plantão e pelos vários meios de comunicação. Embora possamos amá-los, alguns dos nossos maiores amigos podem, sem ter intenção nenhuma, ser nossos piores inimigos, só por serem eles mesmos.

Eles conversam sobre como a economia do país vai mal contam sobre o último desastre de trem sobre o qual ouviram no noticiário ou sobre quem enganou quem. Você precisa ter certeza de que essas pessoas não vão sabotar a sua filosofia de prosperidade.

O filme Titanic é provavelmente o filme mais demoníaco que já foi feito, pois ele convence você de que dinheiro é ruim os ricos são cruéis e que ser pobre é uma virtude. Exatamente por isso ele se tornou um dos filmes mais populares de todos os tempos.
Por quê?

Por que ele reforça a sua programação de escassez.
O filme Homem-Aranha foi um grande sucesso de alguns anos atrás. Foi um enorme sucesso, em grande parte porque está cheio de mensagens insidiosas relacionadas à escassez à limitação. Se você não as captou enquanto estava em frente à tela do cinema, certamente elas estão no seu subconsciente.

Eis aqui só algumas dessas mensagens subliminares que esse filme passa a você: A pobreza é algo nobre. Aparecem no filme os parentes pobres que criaram Peter, o pobre órfão. (Aliás, você já notou quantos órfãos existem na literatura popular?

Não só o Homem-Aranha, mas também o Batman era órfão e o Super-Homem também. Harry Potter idem, e existem muitos outros. Isso é para ganhar o seu apoio emocional.) Há até uma parte do filme em que o tio de Peter repete o maior refrão do programa de escassez que alguém podia ter falado:

“Somos pobres, mas somos honestos!”
Tradução para a mente subconsciente: os ricos são desonestos.

Essa é a mensagem subliminar número dois. O vilão malvado do filme é, evidentemente, um industrial bilionário. Ele é a ganância e a ambição em pessoa! A própria encarnação do mal! Essas mensagens são repetidas “n” vezes…

Lembre-se de que a cena em que Peter finalmente consegue reunir coragem para falar com a jovem vizinha, ela parece dar bola para ele, mas, na hora H, o namoradinho rico aparece com seu novo carro (que o papai deu para ele de aniversário). Ela larga Peter falando sozinho e pula dentro do carro, que dispara em alta velocidade.

É alguma surpresa que você tenha crescido detestando os ricos e, subconscientemente, não queira ser como eles? Depois que isso está enraizado em você, a culpa se instala. E é essa culpa que pode impedi-lo de aceitar a abundância que você merece! Em seguida, vamos dar uma olhada em como isso funciona.



Posts relacionados
Abrindo e Fechando a Janela da Tolerância
Abrindo e Fechando a Janela da Tolerância Quando as nossas janelas da tolerância estão abertas, passamos por
Como compreender e identificar seus padrões pessoais, estruturais e interpessoais
Como compreender e identificar seus padrões pessoais, estruturais e interpessoais Quanto a você? Se você quer recarregar o seu grupo, seja ela